Pular para o conteúdo principal

Postagens

Postagem em destaque

Diálogo com filhos

Cada idade requer uma conversa apropriada, o modo de conversar vai depender muito da faixa etária em que seu filho está.

Por esse motivo eu costumo dizer que: Devemos ser uma mãe (ou pai) para cada filho. Não é tratar de maneiras diferentes, mas como os filhos são indivíduos com suas características e personalidade, devemos trata-los cada qual individualmente.

Aqui em casa, por exemplo, somos pais de dois meninos, um de 10 anos e outro de 1 ano e meio.

A diferença de idade entre eles é grande, e os pais que são pessoas adultas e maduras devem olhar como cada filho se sente em relação a isso. Por exemplo, o filho de 10 anos gostaria de ser tratado como um pré adolescente, gostaria que fosse lhe dado mais responsabilidades no dia a dia, mas sem  esquecermos que ele pode ter momentos de ciúmes do mais novo ou como um pré adolescente as vezes ele quer ser adulto demais, outras vezes ainda quer ser criança.

Já o filho de 1 ano e meio será tratado como um "bebe grande", que dá seu…
Postagens recentes

Então é natal ...

Aqui em casa já começamos os preparativos para o natal.

O primeiro passo foi montar a nossa árvore, costumo sempre montar com meus filhos, é um ótimo momento em família, assim eles se divertem e ao mesmo tempo posso ensinar o verdadeiro significado do Natal de acordo com a nossa crença e costume.
Embora o tempo esteja voando e a rotina do nosso dia a dia nos faz esquecer, muitas vezes, coisas importantes, eu faço de tudo para não perder esse costume com eles e outros momentos que temos em família ao longo do ano, porque assim fortalecemos nossa ligação e criamos laços que serão passados de geração em geração.
De acordo com o que acreditamos e os costumes da nossa família cristã, colocamos um enfeite na porta que pode ser uma laço bonito, uma estrela ou sinos dourados, para recebermos as visitas com a casa decorada desde a porta e para compartilhar o clima do natal com a vizinhança.
Dentro de casa costumamos montar nossa árvore de natal que cada ano tem um tema, pode ser a combinação …

Tempo de jogar fora ou consertar ???

Hoje em dia estamos vivendo em tempos modernos, onde a moda agora é jogar fora aquilo que está quebrado ou não tem mais utilidade e comprarmos algo novo.

     Não estamos apenas falando de coisas ou objetos mas isso também serve para relacionamentos.

   Antigamente quando levávamos algo quebrado aos nossos pais e avós eles nos ensinavam a consertar, claro que isso leva tempo e disposição, pois não havia essa facilidade toda que temos hoje em adquirir coisas novas.

     Nos tempos de hoje, coisas e objetos estão banalizados, está muito fácil jogar fora do que doar um tempo consertando aquilo.

     Assim vemos que nossos filhos estão crescendo em um mundo onde não dão mais o valor devido as coisas e as pessoas, essa nova geração não está disposta ou muitas vezes nem aprendeu a consertar algo que quebrou ou reconstruir aquilo que um dia existiu.

    Falando em bens materiais, se hoje um brinquedo se quebra, os pais irão em uma loja adquirir outro para seu filho, já se esqueceram como…

Não deixe o bebê chorar!!!

Esse é um asunto que vai muito da criação de cada mãe,  como já falei aqui várias vezes a maternidade é única, cada mãe vivencia a sua maneira, não é a minha ou a sua opinião que estão certas ou erradas, nós sempre daremos o melhor para nossos filhos.
Mas esse assunto me chamou atenção nos últimos dias.
Por ouvir algumas pessoas dizendo: Deixa seu bebê chorar, ele vai cansar e vai parar. Meu Deus!!! Que absurdo isso.
Primeiro que nós  mães faremos o que acreditarmos ser o melhor para o nosso bebe e segundo lugar, se fosse para deixar ele chorando eu nem teria tido um bebe.
Quando agente esta grávida já sabe que o bebê vira sem manual e a única forma de comunicação dele com agente é através do choro primeiramente.
O duro é quando essas pessoas que falam isso são mães e aplicam esse método com seus filhos. 
Não vou criticar aqui,  mas li matérias na internet dizendo que  o bebê quando chora e não é atendido pelos pais ele se sente rejeitado, ele ainda é muito pequenino e imaturo para a…

Introdução alimentar !!!

Em minha segunda gestação eu estava decidida a amamentar, então me preparei muito bem pra viver esse momento, você pode acompanhar esse assunto no post sobre amamentação.

Graças a Deus e para minha alegria chegamos ao marco de 6 meses de amamentação exclusiva. Só leite materno, nada de água, chás e nem sucos, o leite da mãe é o suficiente para matar a sede e fome do seu bebê.

Pois bem... após os 6 meses o bebê deve começar a comer frutas e papinhas salgadas.
A pediatra do meu filho me orientou a começar pelas frutas por uns 15 dias e depois inserir as papinhas salgadas.

Na gestação eu tinha muita curiosidade sobre o método BLW, pesquisei muito sobre isso, tirei dúvidas com a pediatra, mas sinceramente meu bebe está com 6 meses e 6 dentinhos, então ele morde pedaços grandes dos alimentos e acabei ficando insegura em aplicar esse método que consiste no bebe se alimentar sozinho, ou seja, você oferece para ele pedaços grandes de alimentos, cozidos "al  dent" no caso de legume…

Não cubra o carrinho do bebê!!!

Muitas mamães, inclusive eu, não sabiam dessa informação então vale a pena compartilhar com o maior número de pessoas.

O carrinho de bebê  é um item muito útil e indispensável, podemos utiliza-lo de várias formas e a normal delas é passear com nossos filhos.

Quando saímos para passear em dias  que o céu esta aberto e o sol brilhando la fora nossa intenção é proteger o bebê do sol bater diretamente nele então queremos colocar um paninho para fazer uma "sombra".

O que pode parecer inofensivo e cheio de boas intenções na verdade está deixando seu bebê em perigo.

Já foi comprovado que um bebe exposto ao sol no carrinho de passeio a temperatura que ele sente se assemelha a nossa, o mesmo calor que estamos sentindo, mas o bebe que foi exposto ao sol coberto com uma fraldinha, ali dentro a temperatura chegou a mais de 40 graus.

Ou seja, o bebe pode chegar a uma morte súbita por falta de ar, desidratação é super aquecimento corporal.

Então o melhor a fazer é sair com o bebe em horá…

Chupeta dar ou não?

Essa é uma questão bem complexa mas eu tenho a opinião de que cada pai e mãe sabe o que é melhor para o seu filho, então não vamos discutir aqui se está certo ou não oferecer chupeta ao filho, mas sim vou relatar minha experiência para que possamos trocar informações.
Eu ofereci chupeta aos meus dois filhos mais nenhum deles pegou.
Eu comprei chupetas durante o enxoval, inclusive comprei aqueles prendedores de chupeta e naninhas que tem espaço para colocar a chupeta, ou seja, eu estava decida a oferece-la aos meus filhos.
Minhas razões são:  acho que chupetas acalmam os bebês durante períodos de cólicas, alguns bebês adormecem mais rápido utilizando a chupeta, acalma na ansiedade de separação,  é ótimo para distrair o bebê quando se Está fora de casa e acredito que também dê uma ajudinha quando os dentes começam a nascer.
Então eu tinha razões de sobra para oferecer chupeta aos meus filhos.
Com o primeiro filho ofereci assim que cheguei em casa pois a maternidade não me autorizou a o…