Pular para o conteúdo principal

Amamentação...

A amamentação é um assunto super delicado, não é tão fácil como parece é um sonho de muitas mamães, por isso resolvi contar minha experiência pra vcs.
Quando meu primeiro filho nasceu eu li várias matérias sobre amamentação, perguntei tudo ao meu médico e achei que estava preparada para amamentar meu filho, mas a 9 anos atrás a internet é esse mundo de mamães blogueiras não estava assim em alta.
Eu estava enganada... meu filho nasceu, la na maternidade as enfermeiras "ensinaram" meio sem paciência como era a amamentação, era meu primeiro filho, eu estava com uma mistura de sentimentos, insegurança, ansiedade, muito amor,  apaixonada por aquele novo ser, mas o pós parto trás sentimentos que ninguém te conta na gravidez.
E meu bebe Mateus era um recém nascido meio afobado e sem paciência, ele chorava com fome, eu oferecia o peito pra ele e ele sugava (mas meu leite demorou pra descer) e ele não tinha paciência e continuava a berrar, a médica nos orientou a dar um pouco de leite fórmula no copinho, mas para o meu desespero ele engasgou, Que sufoco.
E a pressão do marido não me ajudou em nada, ele dizia que o bebê estava passando fome, e que era perigoso engasgar de novo,  então juntando todos os sentimentos do pós parto mais essa pressão eu cedi e sei o leite fórmula na mamadeira.
Eu oferecia sempre meu peito primeiro, ele sugava bem pouco e em seguida eu dava a mamadeira, bastou alguns dias e o Mateus ja rejeitava meu peito, não queria mais pegar de jeito nenhum, chorava sem parar ate eu dar a mamadeira, era bem mais  fácil sugar,  saia mais leitinho e como as pessoas dizem por aí, era uma "feijoada" pra ele e não uma saladinha como o leite da mamãe kkkkk.
Já na gravidez do meus segundo filho Tiago, eu estava decida a amamentar, então pesquisei muito, estudei tudo sobre o assunto e perguntei todas as informações ao meu médico.
Pois bem... a teoria nunca é igual a prática né, então o bebe nasceu e começamos nossa jornada da amamentação.
Tive parto cesárea, ficamos 12 horas separados pois a maternidade estava lotada e não havia quarto disponível, então deram uma dose de leitinho pra ele no berçário, fiquei  imaginando que aconteceria a mesma coisa que o primeiro filho.
Quando fomos para o quarto e ele veio para os meis braços as enfermeiras foram muito gentis e atenciosas colocando ele para mamar e eu tentando aprender como fazia.
O Tiago me mostrava ser um bebe recém nascido super fominha e ele era persistente, procurava meu peito, pegava, sugava bastante,  ficava satisfeito com o colostro é dormia.
E eu fiquei mais calma pois as enfermeiras me tranquilizaram dizendo que o colostro é rico e sustenta sim o bebe até o leitinho descer.
Recebemos alta no sábado e no domingo meu leite desceu... que alegria !!!
Dar de mamar e ver a boquinha dele toda sujinha de leite.
Mas tem tudo são mãe de rosa né... eu achava q estava tudo certo,  bebe mamando, arrotando e meu leite produZindo bastante.
Mas em uma semana meus seios racharam... meu Deus... uma das maiores dores que senti na vida, eu amamentava mordendo um paninho pra aguentar tamanha dor.
Passei a pomada de lanolina, usei o bico de silicone em um dos seios que estava mais machucado, e fui pesquisar loucamente na internet como eu corrigia a pega do bebe, porque era exatamente isso q estava causando as fissuras em meu seio.





Pesquisei vídeos, fotos, relatos de outras mães, blogueiras e até amigas minhas.
Em 30 dias a amamentação começou a se tornar prazerosa pra mim também, meu seio cicatrizou, não doía mais e o bebê mamava bastante.
Optei por dar de mamar em livre demanda então não tenho com o relatar aqui quanto o Tiago mamava por dia ou de quantas em quantas horas, mas foi a melhor coisa que  eu fiz por Ele, porque agente não sabe quanto de leite está saindo ou quantos ml o bebe tomou naquela mamada e oferecer sempre q ele quiser faz toda diferença.
É claro que a mamãe sofre principalmente no começo pois a nossa rotina fica em função da amamentação tem dias que parece q não vamos conseguir fazer nada só ficar dando de mamar.
Porém seu filho será bebe apenas uma vez na vida, essa fase deliciosa vai passar e você terá a vida inteira pra fazer outras coisas.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Introdução alimentar !!!

Em minha segunda gestação eu estava decidida a amamentar, então me preparei muito bem pra viver esse momento, você pode acompanhar esse assunto no post sobre amamentação.

Graças a Deus e para minha alegria chegamos ao marco de 6 meses de amamentação exclusiva. Só leite materno, nada de água, chás e nem sucos, o leite da mãe é o suficiente para matar a sede e fome do seu bebê.

Pois bem... após os 6 meses o bebê deve começar a comer frutas e papinhas salgadas.
A pediatra do meu filho me orientou a começar pelas frutas por uns 15 dias e depois inserir as papinhas salgadas.

Na gestação eu tinha muita curiosidade sobre o método BLW, pesquisei muito sobre isso, tirei dúvidas com a pediatra, mas sinceramente meu bebe está com 6 meses e 6 dentinhos, então ele morde pedaços grandes dos alimentos e acabei ficando insegura em aplicar esse método que consiste no bebe se alimentar sozinho, ou seja, você oferece para ele pedaços grandes de alimentos, cozidos "al  dent" no caso de legume…

O carrinho do bebê!!!

Escolhemos o carrinho com bebê conforto da marca Cosco travel.
Para nós está foi a melhor opção, custo X benefício.
É um carrinho relativamente barato, se vocês compararem os carrinhos de bebe que  estão na moda.
Porém gostei muito dele e tem atendido e muito minhas expectativas.
Ele é um carrinho que tem três posições de regulagem no acento, totalmente deitado, meio sentado e sentado.
Ele é leve, fácil montagem e abre e fecha com facilidade também.
Possui uma cestinha para carregar objetos da mamãe em baixo, uma capota que protege o bebe do sol e vento, e que também tem um bolso onde pode ser guardado algumas coisas mais a mão.
Duas rodinhas que se movem conforme a direção, e duas rodas fixas com freio, a alça pode ser virada , ou seja, vc pode transportar o bebe olhando para a rua ou pra você.
Escolhi o modelo que acompanha o bebe conforto, ideal para sair da maternidade, acoplar no automóvel e encaixa perfeitamente no carrinho.
Quando chegamos da maternidade eu usei a noite o …